Segurança do Trabalho - Palestras Amputados Vencedores

Contato

facegpluspinterestinstalinkedinyoutubetwitter

livros-download

Quem Somos

Este site foi criado com o objetivo de repassar informações sobre diversos assuntos para pessoas com deficiência, tais como segurança, legislação, direitos sociais, tipo de próteses, amputações, artigos diversos, depoimentos, segurança no trabalho, entre outros temas.

Nesse site é possível trocar experiências e divulgar situações vivenciadas pela pessoa com deficiência, especialmente a pessoa amputada.

Palestras Sobre:

  • Segurança do Trabalho
  • Palestras Sipart
  • Amputações
  • Histórias

Palestras Segurança do Trabalho

Segurança do trabalho

Para superar limites é preciso ter objetivos.

em Segunda, 22 Julho 2013. Postado em Artigos

Para superar limites é preciso ter objetivos.

Por Nestor de Almeida.Hoje quero fala com quem tem dificuldades para superar limites ou recebeu criticas por não ser o melhor líder, o melhor profissional da empresa, o melhor aluno, o melhor filho, o melhor esposo ou esposa, a pessoa mais criativa, não ter estudado na melhor escola entre outras coisas e por isso, não será bem sucedido e que teus sonhos ambiciosos estão fadados ao fracasso, portanto deveria trocá-los por desejos simples, menos ambiciosos para que possa chegar a algum lugar. Quero pedir que não acredite nas previsões que elas estão fazendo sobre seu futuro. O futuro depende das atitudes que você toma e não nas previsões que fazem. Muitas vezes, as previsões que estão fazendo estão baseadas no que os críticos gostariam que você fosse ou no que eles gostariam de ser e não conseguiram.

Veja esta minha história: Por muito tempo ouvir muita gente dizer que não chegaria a lugar algum, quando falava dos meus sonhos, as críticas e as palavras de desmotivação vinham muito mais fortes. Cheguei a pensar que as pessoas tinham razões para dizer aquilo ao meu respeito. Como não conheci meu pai e fiquei órfã de mãe aos oito anos, morei quatro anos nas ruas, aprendi a ler com um agricultor que pouco sabia, mas ensinou-me durante seis meses a soletrar as primeiras palavras dando aulas sob a luz de lamparina. Aprendi escrever usando o chão como caderno. Não fiz os quatro anos primários, entrei direta no ginásio. No ginásio fui vaiado no primeiro dia de aula por trocar uma letra do meu nome. Como não tinha a base do primário e não tinha tempo para estudar porque trabalhava o dia inteiro na roça, fui um dos piores alunos da escola. Se não bastasse tudo isso era muito tímido, tinha a língua presa, era gago, com voz fanhosa, pronunciava e escrevia tudo errado. Quando falava para os meus amigos, lá da roça, que eu gostaria de morar na cidade grande e ser cantor ou ter um cargo importante em uma grande empresa, era motivo de piada por todos. O que eu ouvia era que deveria continuar capinando e montando em burro bravo, esta era uma ótima profissão para alguém com as minhas qualidades. Mas para minha sorte, não acreditei nos conselhos deles. Mudei da roça para cidade grande enfrentando todas as diversidades que alguém com as minhas qualificações poderiam enfrentar. Na cidade grande, fui recebido por três ladrões que roubaram o quase nada que eu tinha me deixando só de cuíca e com duas facadas no corpo. Namorada, consegui a primeira aos 20 anos e fui posto porta pra fora literalmente por ser negro e pobre. Mas, eu queria vencer. Até que depois de muita luta, de repente estava recebendo o meu primeiro diploma universidade ocupando cargo de executivo em uma das maiores empresa do país, dando entrevistas para rádios, jornais, revistas e TVs. Publicando o meu primeiro livro e vendo meus artigos serem lidos por milhares de pessoas. Viajando pra todos os lados ministrando palestra em empresa, congressos, universidades... É claro que tiver que melhorar muitas coisas e entre elas a dicção, não falar mais pelo nariz. Ter buscado corrigir os pontos fracos que impediam alcançar os meus objetivos e os que não pude corrigir, adaptei a minha vida e até transformei em pontos positivos e quando não consegui, ri de mim mesmo antes que os outros rissem. Se eu tivesse acreditado nos meus velhos e queridos amigos, talvez estivesse até hoje lá na roça montando em burro bravo e capinando. Portanto, não leve a serio quando falarem que você não conseguirá ser bem sucedido porque não estudou na melhor escola, não foi o melhor aluno, não é o melhor em um monte de coisas. Você pode mudar e ser bem sucedido apesar de suas deficiências. O fato de você não ser o melhor hoje não quer dizer que será o pior amanhã. Com um pouco de esforço você pode mudar o rumo da sua história e se tornar muito bom no que um dia já foi apontado como seus pontos fracos. Também poderá ser muito bom em outros pontos que você nem conhece.

Acredite mais em você e em suas intuições, e não leve muito a sério o que dizem os críticos a seu respeito. Procure não prestar atenção nos críticos mais sim nos mentores. Crítico gosta de ver seu fracasso, o mentor gosta de ver seu sucesso. O critico tem sempre uma frase decorada para te derrubar enquanto o mentor tem sempre uma palavra pensada com sabedoria para te levantar. O mentor fica feliz por ver você vencer já o critico te derruba e diz que esta fazendo isso para o seu bem e acrescenta: é caindo que se aprende a levantar. O mentor procura seus pontos fortes para exaltar e os pontos fracos para ajudar você melhorar, o crítico acha que seus pontos fortes são comuns a todos e os fracos são exclusividades sua. Gosta de comparar você aos que não foram bem sucedidos e só sitos os vencedores para dizer que você não é um deles. O mentor esta sempre do teu lado e quando você alcança o sucesso ele é o primeiro a se ocultar enquanto o critico não se compromete e quando você chega ao topo ele é o primeiro a assinar o nome ao lado das suas conquistas dizendo que você só chegou aonde chegou porque ele contribuiu. No fundo, acho que os críticos são pessoas fracassadas em muitas coisas e que tem medo que descubram suas fraquezas, por isso estão sempre procurando expor a fraqueza dos outros e na sombra do sucesso de muitos para esconder as suas fraquezas. Não deixe de presta atenção no bajulador, ele tem o dom de fazer você acreditar que é ótimo em tudo, Se você levar a serio, vai deixa de buscar melhoria e será o inicio do seu fracasso.

Não desista de você e dos seus objetivos, entre perder e vencer, escolha vencer que um dia vai chegar onde pretende chegar. É claro que vai precisar fazer algumas correções, buscar alguns conhecimentos, porém não precisa se matar para isso. O que conseguir mudar mude e o que não conseguir é só adaptar a sua vida e ser feliz. Pense nisso e boa sorte!

Compartilhe este artigo com sua rede de amigos.

O meu desejo é ajudar milhares de pessoas a realizarem seus sonhos motivados por estas e outras histórias e ensinamentos que passo nas minhas palestras DE MENINO DE RUA A EXECUTIVO e SUPERANDO OS LIMITES. Se você acredita que posso contribuir com seus colaboradores, Por favor, contrate uma das minhas palestras. Conheça o conteúdo destas e outras palestras no site www.almeida1vencedor.com Muito obrigado!

Mini currículo:

Nestor de Almeida é um ex-menino de rua que não conheceu pai e ficou órfão de mãe aos oito anos, não conheceu parente que o abriga-se, tornou menino de rua, foi vendido como escravo aprendeu a ler usando o chão como caderno entre outras coisas e hoje é graduado em Propaganda e Marketing pela univ. Unip. São Paulo, Administração de Empresa pela univ. São Camilo- Salvador BA. Desenvolvimento de pessoas pela LIMRA INTERNATIONAL INC. Coach e Palestrante Certificado pela Academia de Palestrante. Trabalhou 29 anos no grupo Bradesco dos quais 14 anos como superintendente da Bradesco Vida e Previdência, onde teve a oportunidade de aplicar e aperfeiçoar todas as técnicas de treinamentos, motivação e orientação profissional. Por gostar de trabalhar com pessoas, tornou-se um especialista na arte de treinar, motivar e orientar pessoas a superar seus limites desde profissionais de todos os seguimentos a presidiários, dependentes químicos, garotas de programas, comunidades carentes... Criador do projeto: MUDE DE VIDA PELO CONHECIMENTO. Escritor, colunista, autor do livro: De menino de rua a executivo. Esta finalizando mais dois livros: Um grande sonho não se realiza sozinho e o medo pode estar impedindo o seu sucesso. Tenho artigos publicados em mais de 300 canais de comunicação no Brasil e Exterior.
Contatos:
Nestor de Almeida
(11) 6260-5811
almeida1vencedor@almeida1vencedor.com

www.almeida1vencedor.com

www.facebook.com/nestor.dealmeida1

LEIA O LIVRO: DE MENINO DE RUA A EXECUTIVO. Nas livrarias e com preço especial e autografado no site do palestrante.

2197

Comentários (0)

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.

Apoiadores - Palestras Segurança do Trabalho | SIPAT

  • logo-banner-ttg
  • logo-pedra-da-ilha
  • logo-sipat-show

Amputados Vencedores Segurança do Trabalho - Palestra Sipat

Palestras sobre segurança no trabalho Flávio Peralta

Segurança do Trabalho

Cursos Segurança do TrabalhoClínica Veterinária em Londrina

Entre em contato

Fone (43) 3338-1791

Fone (43) 3028-1791

Celular (43) 9997-6275 WhatsApp

Londrina - Paraná - Brasil

e-mail flavio@amputadosvencedores.com.br .

Redes Sociais

gpluspinterestinstalinkedin

twitterfaceyoutube

Assine Newsletter

logo-rodape 

Topo da Página